24 de fevereiro de 2017

O dia que precedeu Shadows Collide With People - Fevereiro de 2004

Entrevista que John Frusciante concedeu para a BBC - Radio 2 da Inglaterra, falando sobre o Shadows Collide With People - um dia antes do álbum ser lançado.



Ouvi dizer que esse é seu quarto álbum solo.
"Hmm, bem, Niandra Lades and Usually Just A T-Shirt foi meu primeiro disco, que se destinava em ser música pra eu sentar no meu sofá e ouvir fumando maconha e não era pra ser lançado, mas em certo momento eu parei de tocar musica e achei que poderia ter sido a ultima musica que eu tinha feito. Então eu falei em lançá-lo porque eu ainca achava aquilo bom com uma boa guitarra. E o segundo álbum, Smile From The Streets You Hold foram as sobras dessa época com algumas adições que eram o que eu tinha feito nesses 5 anos de vício em drogas. Eu acharia melhor eu não ter lançado esses disco porque só me deram outra impressão para as pessoas. To Record Only Water For Ten Days eu fiz em casa aprendendo a como fazer música eletrônica. Shadows Collide With People é o primeiro disco que eu gravo realmente num estúdio de gravação. Eu acho que minha escrita está cada vez mais coesa e a partir do momento que eu terminei esse disco, que foi a um ano atrás, eu me sinto em um bom caminho até então, porquê eu dei o meu melhor apostando na idéia que eu tinha na cabeça e ele saiu exatamente como eu imaginei."

Sobre as letras, há bastante profundidade e auto-análise, eu não sei, eu não posso falar como você estava tentando escrever suas letras, mas quando eu ouvi há bastante tempo, a sua idéia parecia ser muito de compartilhamento, parecendo haver um elevador e uma grande quantidade de calor com o ritmo do violão. Era tudo parte da mesma idéia para manter a música bastante otimista?
"Sim, bem, eu escrevo um monte de diferentes tipos de músicas, eu escrevo um monte de músicas tristes e meio que agrupo elas até a elevação das canções. Isso é em grande parte do que este álbum é composto."

Você pode tentar dar aos seus fãs uma visão um pouco mais em seu relacionamento com as canções e em que ponto o seu conhecimento realiza o seu tipo de música?
"Eu sento e escrevo as canções em uma linha do tempo que você sabe que é uma questão apenas de ter o ritmo de tudo certo. Você sabe que você acabou de tomar sessão por sessão e você trabalha isso de forma lenta e uniformemente. Pra mim, escrever canções é algo que só acontece em determinados momentos, não é algo que eu realmente decidi sempre fazer. É algo que eu faço como um produto natural, de ouvir música."

Uma das minhas faixas favoritas é "This Cold". Você pode nos dizer sobre essa música, dizer onde você estava quando a escreveu e se tem alguma história que quer compartilhar?
"Eu acho que foi escrita provavelmente quando eu estava começando a ter uma boa... Ah, não importa, eu não quero... Eu não posso responder essa pergunta."

Ok, vamos ouví-la.
"Desculpe."

Não tem problema.
"Eu adoro a linha de baixo que eu fiz nela."

Estamos ouvindo "This Cold" do álbum Shadows Collide With People.
"Tocamos Josh e eu nessa faixa como guitarristas e nós concretizamos a guitarra nela um dia antes de irmos gravá-la. Mas não há muita guitarra nessa musica."

A vida não parece ser nada sem ironia.
"Mas quando...Ele é totalmente um guitarrista explosivo, mas realmente não há lugar para isso no álbum, mas quando chega a parte do baixo, nós dois somos muito rápidos. Na guitarra nós dois nos entendemos muito bem, mas no baixo parece mágica."

É você que está preenchendo essa frequência?
"Sim eu toco baixo nessa parte."

Você deveria...Você tem tudo pra ser um homem orgulhoso, essa é uma bela base.John Frusciante é nosso convidado de hoje falando de seu quarto album solo. Bem, tem o seu nome, mas não é precisamente um álbum solo, pois conta com a participação de alguns amigos que o ajudaram a criar.
"É, esse é um álbum que eu escrevi todas as músicas, e que eu faço todos os vocais principais e que eu..."

Isso o faz um álbum solo.
"É."

Beleza. Eu quero começar esse ponto da entrevista com uma pergunta de um cara chamado Dan Green que é um membro do Frusciante Forum. Ele é um grande fã da sua musica desde as raízes até os discos de hoje e ele tem uma simples e rotineira pergunta: "Que bandas, artistas ou álbuns que você está ouvindo no momento?" Eu sei que você tava com um Ipod aí e o que tava tocando nele?
"Nos últimos meses tem sido uma combinação entre Van Der Graaf Generator, os álbuns do Talking Heads que Brian Eno produziu, Velvet Underground, os albuns solos de Nico que John Kale produziu. No momento em que estávamos fazendo o álbum, Josh e eu estávamos ouvindo Steel Iced Band e Fairport Convention."

Você pode ouvir isso no album?
"Muito longe as coisas folks. Eu não sei se isso relamente influenciou por que as músicas foram escritas antes de eu começar a ver coisas folks. Tem muita influencia de folk tanto nesse album como no novo álbum do Red Hot Chili Peppers. Mas eu só posso dizer que SCWP é só a música que gostamos de ouvir."

O disco está tendo muita repercussão com criticas e essas coisas.
"Sim."

Nessa entrevista e em outras, todos falam sobre a divulgação do disco, se tem algum clipe vindo ou algo do tipo.
"Não tem."

Você tem alguma turnê em vista ou alguma coisa assim?
"Não."

A simples pergunta que eu faço é "Por que?"
"Eu fico um ano e meio promovendo o álbum do Red Hot Chili Peppers, sabe? Eu tenho 3 meses de férias da banda, eu não quero ficar pegando uma banda e ficar repetindo as mesmas musicas do álbum e fazer um vídeo sabe? Pra mim nada disso é realmente criativo. Pra mim isso é só repetir a mim mesmo. Eu poderia estar usando meu tempo para criar mais música."

A única desvantagem que eu posso dizer sobre isso é que muitas pessoas que são fãs do seu trabalho solo não são necessariamente fãs do que você faz com os Chili Peppers. E eles querem ver suas músicas ao vivo, não que isso seja razão suficiente mas isso é uma maneira estranha de pensar.
"Sim, mas a longo prazo eles vão preferir mais discos do que um único show, porque eu escolhi um jeito de passar o tempo fazendo cada vez mais música e numa turnê eles vão ter noventa minutos de música e acabou. Pra quem gosta de me ouvir cantando apenas com um violão, está disponível no meu website versões das minhas músicas acústicas."

Essa é uma idéia adorável.
"Sim, e as pessoas vão poder baixar se elas quiserem. Nós também estamos disponibilizando todas as demos que fizemos para essae álbum que nós gravamos em um cassete de 8 canais."

Esse é um tipo de processo completo, né?
"Daqui a alguns anos, talvez depois do próximo álbum do Red Hot Chili Peppers e de mais alguns álbuns meus, eu espero fazer uma banda e sair por aí fazendo turnês."

E você está mais feliz nessa época com 33 anos pelos dois lados da moeda sendo que você pode ter um tempo em particular?
"Não, não. Eu nunca me senti mais feliz do que eu estou agora e nunca me senti mais confortavel sendo eu mesmo. Isso é bom."

Estamos esperando você voltar com seus amigos neste verão...
"Sim, eu também estou. Vai ser divertido."

Você pode dizer o que podemos esperar do próximo álbum do Red Hot Chili Peppers? Você acha que sai esse ano?
"Sim, sim. Parece que vamos ter um álbum pelo menos no fim desse ano ou no começo do ano que vem."

Foi brilhante, John. Obrigado pelo seu tempo e foi muito bom falar com você de novo.
"Foi muito bom falar com você."

Ótimo, boa sorte.
"Obrigado."

Fonte: BBC Rádio2 -  23 de fevereiro de 2004
Universo Frusciante

Nenhum comentário:

Postar um comentário