22 de fevereiro de 2019

Record Collection formaliza reedição de The Empyrean em vinil


O selo Record Collection anunciou oficialmente a reedição de The Empyrean em vinil por ocasião do 10º aniversário do álbum. Esse lançamento foi supervisionado diretamente por John Frusciante e o engenheiro de som Bernie Grundman - e feitos a partir das fitas analógicas originais nas quais o álbum foi gravado.

No site da Record Collection é possível adquirir o LP duplo na pré-venda por US$ 29,95. Os pedidos realizados na pré-venda pelo site da gravadora serão enviados na semana de 25 de março. A data oficial de lançamento é 29 de março. Além disso, o selo irá disponibilizar um cartão de download em alta qualidade do álbum com faixas bônus (provavelmente "Ah Yom", "Today" e "Here Air") para os compradores. 

Pré-venda: Record Collection - US$ 29,95



Outros sites que estão realizando a pré-venda:

20 de fevereiro de 2019

The Empyrean será relançado em vinil em 29 de março


O álbum The Empyrean de John Frusciante vai receber um relançamento em vinil. A pré-venda já começou em várias lojas online, o LP de 180g tem o valor entre US$ 23,38 e  29,99 e a data de lançamento definida para 29 de março de 2019.

Até o momento não foi informado mais informações do relançamento, porém essa é a segunda vez que ele é relançado em LP, a primeira foi em dezembro de 2012.
O LP duplo contará com as 10 faixas e foi supervisionado diretamente por John Frusciante e o engenheiro de som Bernie Grundman - e feito a partir das fitas analógicas originais nas quais o álbum foi gravadoAlém disso, quem comprar pelo site da Record Collection ganhará um cartão de download em alta qualidade do álbum com faixas bônus (provavelmente "Ah Yom", "Today" e "Here Air").
Agradecimentos: Love Frusciante e João Vitor Sangali. 

9 de fevereiro de 2019

A história de "Under The Bridge" dos Red Hot Chili Peppers


"Minha primeira lembrança sobre Under the Bridge é de Anthony no final de um ensaio cantando ela pra nós, tendo sido encorajado por Rick. Me pareceu ser uma canção muito triste sobre não ter amigos. Eu fiquei bem tristonho no caminho de volta pra casa. Alguns dias depois, eu fui até a casa dele e nós fizemos alguns acordes e construímos a melodia sobre eles. A introdução foi inspirada pela semelhança entre "Cohesion" do Minutemen e "Andy Warhol" do David Bowie. A ideia de um acorde maior com sétima soando em algum lugar e a bateria continuando foi algo que eu roubei de uma canção chamada "Rip-Off" que é do T-Rex. E a ideia do refrão começando com uma pausa dos instrumentos no começo do compasso veio de "In Every Dream Home a Nightmare" de Joe Jackson. Como os versos me pareceram ser tristes, eu escolhi tocar acordes maiores. Se me lembro corretamente, a progressão do final da música onde o primeiro acorde é maior seguido do mesmo acorde, só que menor, seguido por outros acordes foi uma ideia que roubei de mim mesmo. Rick Rubin, que na época era o nosso novo produtor, tinha me dito que a sua parte favorita do álbum Mother's Milk era o final de Knock Me Down, onde o primeiro acorde é maior, depois menor, seguido de outros acordes, então pensei em usar essa técnica novamente para escrever outra parte que o Rick gostasse. Quando eu fui embora da casa do Anthony naquele dia eu senti que tínhamos feito algo muito bom."

- John Frusciante - Manuscritos de Greatest Hits.