19 de outubro de 2017

"Cristo destruiu seu ego - e disse para que outros façam o mesmo." - 1991-1992


Carta de John Frusciate para o fã clube oficial do Red Hot Chili Peppers entre 1990-1991.

"OK, então Deus significa coisas diferentes para pessoas diferentes - diferentes definições, conceitos diferentes. Viver com ele.

As pessoas sempre vão discutir e brigar pelo infinito, mas sério - pode a mente humana à cada mudança de comportamento realmente compreender o infinito? Não.

O ego cria diferenças, distinções, esperanças, desejos, decepções... tristeza, dor.

Isto não é propício para criar arte e música. Eu já disse isso antes - o EGO é o maior problema na vida humana. O "eu sou" é o lugar onde a dor surge.

Isto é o que os budistas dizem. Cristo destruiu seu ego, e disse para que outros façam o mesmo.

O ego também nos impede de criar e perceber uma bela arte, sons, músicas, texturas.

Como podemos criar belos sons se estamos presos em emoções sentidas pelo ego?

Quando nos perdemos em alguma música ou artes visuais estamos transcendendo o ego para esse momento lindo e fugaz.

Isso é uma coisa boa. Criar música, arte, nos dá uma ideia infinita da beleza de Deus, é por isso que nos agarramos a ele com tanto carinho.

Deus sempre foi o nosso primeiro amor, então conhecemos o mundo. Nós esquecemos de Deus, e ele nós procura cegamente em coisas mundanas - gratificação do ego.

Mas, na verdade, é apenas a música que nos dá um vislumbre dos mundos superiores, os planos mais elevados, e a natureza infinita de Deus.

Precisamos de arte mais bela e música neste mundo. Músicos mais reais, os artistas - aqueles que criam e se dão por causa da beleza e da criação, não para satisfazer o ego e desejos de fama e dinheiro.

Foda-se aqueles bastardos que criam música para explorar as crianças e suas carteiras - atraindo-as como fantoches-.. cantores, dançarinos fantoches-.., atraindo-os por dinheiro. Foda-se.

Reduzir o tempo de música fabricando merda, merda de TV, filmes de merda.

Fome a máquina corporativa. Recuperar as mentes dos nossos jovens e dar-lhes uma bela arte, para aguçar e inspirar suas mentes.

Arte decente inspira o dom das pessoas, e inspira a buscar as coisas eternas e profundas.


Isso é o fim das minhas palavras por hoje.

Paz."

Greenie
xxxx

Frusciante Collection 5: PBX Funicular Intaglio Zone


O álbum de hoje é o PBX Funicular Intaglio Zone! O disco saiu pelo selo Record Collection no segundo semestre de 2012, mais precisamente no mês de setembro. Seguindo a tradição, o álbum teve seu lançamento em dias diferentes em várias partes do mundo. A versão japonesa foi lançada primeiramente no dia 12, a europeia no dia 24 e no restante do mundo apenas no dia 25.

O álbum, à época, foi anunciado no início de 2012 juntamente com o EP Letur-Lefr, e assim como ele, também foi disponibilizado em um kit promocional contendo LP, CD, fita cassete, camiseta e o download da versão digital. A quem se interessar, esse conjunto ainda é vendido pelo site oficial do artista, mais precisamente nesse link.

Quando do seu lançamento, John Frusciante explicou o nome do álbum da seguinte forma em seu website: “PBX se refere a um sistema de comunicação interna. Há uma versão natural disso, em "negócios de escritórios " é algo pessoal. Funicular envolve dois cabos elétricos conectados, um cabo sobe, enquanto o outro desce. Todas as músicas perpetuamente fazem isso em muitos níveis simultâneos. Intaglio é uma técnica de escultura onde se trabalha no lado oposto da imagem, através do qual a imagem vai eventualmente aparecer para o espectador em relevo, mas o ângulo do escultor funciona a partir da ausência de algo. Na música que eu faço, uma abordagem semelhante a esta foi utilizada, ou melhor empregada. Zone se refere a um estado de espírito em que o resto do mundo aparentemente desaparece, e nada importa, mas a união de nossos sentimentos com um ambiente. Estas quatro palavras unidas vão muito longe para descrever o meu processo criativo”.

Quanto a sua ficha técnica, o disco foi o segundo da carreira de John Frusciante a ter essa pegada mais eletrônica, todavia, sua guitarra se mostra presente em algumas canções. Segundo as notas do álbum, todas as músicas foram escritas, tocadas e produzidas por John Frusciante, contudo, algumas faixas contém a participação dos artistas Kinetic 9 e Laena Geronimo.

Iniciando o que interessa, a versão em vinil foi produzida em dois LPs de 12”, em discos de 180 gramas cada um, acompanhando inclusive um download-card (cartão de download) de brinde para se baixar a versão digital do mesmo. No lado A do disco 1, têm-se as músicas: Intro/SabamHear Say e Bike, enquanto que o lado B vai de Ratiug e Guitar. Já no disco 2, o primeiro lado possui as músicas Mistakes e Uprane, e o lado B as canções Sam e Sum.


















Com relação ao CD, vê-se que o mesmo foi comercializado em jewel case (embalagem de acrílico) e não no formato digipack. A versão a ser mostrada a seguir é a americana, e como de praxe, diferentemente de versão japonesa, não contém as faixas bônus de Ratiug (numa versão a capella) e Wall and Doors (que foi disponibilizada gratuitamente pelo artista para download em sua página oficial, antes do lançamento do álbum).














Da mesma forma como na cassete de Outsides EP, a fita de PBX Funicular Intaglio Zone teve as suas artes colocadas na horizontal, sendo a fita em si totalmente branca, com as palavras escritas nas cores vermelha e azul piscina. O lado A possui as cinco primeiras faixas, enquanto que o lado B contém as demais.










Como último item, a camiseta foi disponibilizada na cor rosa, contendo as artes do álbum tanto na frente, quanto nas costas.




O álbum do próximo Frusciante Collection será o Letur-Lefr EP. Fiquem atentos! No mais, deixo vocês, mais uma vez, com a imagem do kit completo.


Curtiu essa publicação? Deixe o seu comentário.

13 de outubro de 2017

Dave Mail 106: When the '55 was almost broken by Anthony Kiedis


On the '55 Strat, it looks like there was a chunk of wood taken out around the 18th or 19th fret. Do you know what happened? Was the fretboard planed down to level and compensate for this damage?

Dave Lee: "Haha! Yes. I know exactly what 'happened'. Lol.

We were doing some recording at Ocean Way studios in Hollywood. The '55 was sitting on a stand in the lounge of the studio. Anthony Kiedis had picked it up, and started fiddling with it. And after he was done, set it upright on the couch (instead of the stand). It then slid over, fell off the couch and hit the corner of a table. I couldn't believe it.

Nobody gave Anthony a hard time about it because anybody in that room but myself would've done the same thing. Lol. I took it to Eric's Guitar Shop in Panorama City. He fixed her up."

Question by:
- Dan Taylor - Jacksonville, Florida - United States

Check out our interview with Dave Lee: Português | English