5 de abril de 2017

Children Of The Future

Cartas escritas por John Frusciante ao projeto Children Of The Future. Infelizmente, esse projeto parece ter sido interrompido e o antigo site dele não pode ser recuperado e seus registros de arquivos não existem mais.


"O mundo é seu.

Você não esta preso ao tempo como pensa.

Faça uma conexão com uma árvore ou planta.

É mais importante ser você mesmo do que esconder coisas.

As ferramentas do artista te dão a oportunidade de modelar e transformar

As leis da natureza recortam e constroem uma nova forma à realidade."




"O que tenho a dizer a um habitante da Terra em cem anos é semelhante ao que eu tenho a dizer para os atuais habitantes da Terra. Para ser criativo. Eu escrevi uma canção apenas ao longo desses dias, antes de receber o pedido de escrever está carta, me veio à mente as intenções (e os sentimentos por trás deste projeto), quando foi apresentado para mim. A música era sobre um homem que vive em um futuro onde milhões de pessoas são abandonadas todos os dias, ele (que não é famoso) é cercado e roubado todos os dias e há artistas bons, mas as pessoas realmente não se preocupam com eles. Este homem sente que é um dom estar vivo, ele próprio e grato por cada segundo que tem, mais não consegue entender como as pessoas podem desperdiçar esses segundos reclamando. Este homem olha a beleza do mundo e encontra abundância. No filme Pollyanna, ela cita Abe Lincoln, dizendo "Se você olhar para o mal nas pessoas, você certamente vai encontrá-lo". Então olhe para o bem. Há muitas coisas maravilhosas que nos é dado nesta vida, que naturalmente se tornam gratificantes, mas que não estão extraordinariamente presentes. Para demonstrar o que quero dizer vou sugerir outras vidas possíveis, mundos ou dimensões: 

1. Um mundo onde todos são esmagados uns contra os outros e não há privacidade alguma, nem qualquer esperança de escapar. 

2. Um mundo onde 999 de cada mil pessoas a cada segundo estão aguardando a sua próxima oportunidade de machucar alguém. 

3. Um mundo onde você está sozinho, você também está como um monstros que rapidamente em movimento viscoso gosta de entrar nos furos em seu corpo e pode se mover de um buraco à outro, obrigando por usar equipamentos de proteção, sempre sozinho. 

4. Um mundo onde a comida é um grupo de pequenas criaturas semelhantes a vermes que não podem morrer, portanto, deve ser comido vivo a fim de sustentar sua vida. 

5. Um mundo onde não há nenhum dos componentes da vida, como abrigo e todos transformam o ano em um clima áspero. 

6. Um mundo onde não existe memória nem identidade, tornando impossível a vida de alguém chegar a qualquer lugar que seja. Ninguém sabe quem eles são. 

Estou muito feliz por estar vivo. Não é divertido falar sobre isso. Música, filmes, livros, pinturas, desenhos... Espero que vocês tenham essas coisas onde vocês estão. Se os tiver, para que importa o mundo real, afinal? 

John Frusciante, Red Hot Chili Peppers"


Postado originalmente no Universo Frusciante

3 comentários:

  1. Eu consigo recuperar arquivos, mas pra isso preciso do URL do site do projeto, mesmo que esteja Offline

    ResponderExcluir
  2. http://johnfrusciante.com/ na opção "home", era onde ficavam as centenas de postagens :'(

    ResponderExcluir