3 de junho de 2017

UF ENTREVISTA: BLACK KNIGHTS

Entrevista realizada com Crisis e Rugged Monk do Black Knights pelo Universo Frusciante em fevereiro de 2014. A entrevista tem como tema o álbum Medieval Chamber - lançado por eles em janeiro de 2014 - e a relação deles com John Frusciante, que produziu o álbum.



UF ENTREVISTA: BLACK KNIGHTS - Fevereiro de 2014:

O Universo Frusciante mais uma vez entrevista pessoas que fazem parte do "universo Frusciante". Desde colaboradores e parceiros musicais, passando por amigos e conhecidos que contribuíram de alguma forma para a carreira de John Frusciante. Dessa vez entrevistamos o grupo Black Knights, que John trabalhou junto em seu álbum Letur-Lefr (2012) e produziu o álbum deles, Medieval Chamber (2014). Confira a entrevista exclusiva que o duo deu ao nosso site:

Universo Frusciante: A primeira pergunta é sobre origens. Quando o grupo foi formado?
Black Knights: O Black Knights foi formado nas ruas de Long Beach, em 1994.

UF: Que influências vocês tem em suas músicas?
BK: Somos influenciados pela arte e música de Wu-Tang, NWA, Rakeem, WC, Eazy-E, etc...

UF: Como vocês vêem o rap no mainstream atualmente? Recentemente entrevistamos Bram Van Splunteren, diretor do documentário sobre hip hop de 1986 Big Fun in the Big Town e ele disse que vê a cena atual como uma "decadência", com rappers falando de carros, mulheres, dinheiro, mansões, etc. O que vocês pensam sobre essa cena mainstream atual do rap?
BK: Hoje tudo é feito pra ser um ringtone ou para se viralizar por aí. Esse não é o caminho que o Black Knights está perseguindo. Fazemos música para ser atemporal e clássica.


UF: Como vocês conheceram John Frusciante? O que pode dizer dele?
BK: Conhecemos John através de RZA. Ele é um dos caras mais humildes que eu conheço.

UF: O release no site do Black Knights diz que vocês se juntaram a John para gravar uma música, "FM". O que aconteceu depois? O Medieval Chamber foi logo idealizado?
BK: Gravamos "Keys to the Chastity Belt" e então fizemos o álbum. O Medieval Chamber surgiu após gravarmos algumas músicas juntos.

UF: O que está por trás do "Trickfingers"?
BK: Trickfingers é um apelido musical que demos a ele (NUF: Trickfingers significa "dedos mágicos").

UF: Como foi o processo de criação do album? O que veio primeiro: a letra ou a batida?
BK: Foi muito bom fazer o álbum, muito orgânico. John aparecia com amostras de música e nós mandávamos nosso som estilo Black Knights.

UF: Frusciante sampleou várias músicas para as músicas do álbum. Quem teve essa ideia?
BK: Simplesmente vamos criando aos poucos e as ideias vão surgindo.


UF: Qual é a mensagem que o álbum passa para quem ouve?
BK: A mensagem é que estamos trazendo o hip hop de volta ao talento, à habilidade, à criatividade originalmente carismática que era. 

UF: O que vocês podem dizer sobre turnês? Frusciante vai estar em turnê com o grupo? Vocês pensam em estar no Brasil?
BK: Sim, vamos estar juntos. Para nós irmos ao Brasil, é só entrarem no "booking" do nosso site www.blackknightsmusic.com e nos chamarem.

UF: Você conhece algo de música brasileira?
BK: Não, não conheço muito música brasileira.

UF: Muita gente aqui do Brasil adorou as músicas do Medieval Chamber. Há algo que vocês queiram dizer a eles?
BK: Sim, adoramos os brasileiros e, para todos os fãs, muito amor e respeito. Vemos vocês no meio do ano. Obrigado! Black Knights!


Entrevista realizada por Felipe Marcarini pelo Universo Frusciante - publicada em 14 de fevereiro de 2014.

Nenhum comentário:

Postar um comentário