29 de julho de 2019

A influência de John Frusciante nos timbres de I'm With You - Junho de 2012


Falando em equipamentos, aparições ao vivo sugerem que Josh está correndo com o bastão de Frusciante, uma ‘Strat de 60. "Sim! Eu acho que uma Fender é o ponto de partida perfeito para alcançar alguns dos tons que estão familiarizados com algumas dessas músicas" diz ele, "Hillel e John fizeram uso da Fender Strat… eu gosto de guitarras antigas também." Com os Chili Peppers eu tenho usado principalmente três Strats no palco. Uma é do Chad, que eu encontrei quando nós estávamos preparando o álbum. É uma de 63, e tem um pescoço muito grosso, que eu não gosto muito. As outras duas que eu tenho na turnê são Strats na cor preto e branco. Um tipo de Strat Frankenstein maluca que toquei e soava bem, e então eu consegui uma ao longo do caminho, em Estocolmo. É de 70, e tem o pescoço mais fino que eu já vi em uma Strat, e eu realmente gosto de pescoços finos – tipo como o pescoço da Les Paul do Jimmy Page. Eu tenho uma Tele customizada de 67 que eu herdei do John de alguma forma, era a sua Tele de backup. Eu tenho uma 335 com a gente, e uma nova reedição da Gretsch White Penguin, que é uma espécie de homenagem a White Falcon do John."




"No "I'm With You", ele continua, "eu usei principalmente a '67 Tele, a '63 Strat do Chad, e aqui e ali, guitarras do tipo Airline ou Harmonys. A música "Did I Let You Know" foi gravada com uma Magnatone Tornado de 60. Os amplificadores normalmente passavam por um splitter radial. Fomos capazes de usar uma combinação de amplificadores diferentes, quando eu estava fazendo overdubs. Nós tivemos sorte em usar todos, e então ver qual deles soava bem. É raro usar apenas um amplificador, mas sim uma combinação de alguns. Os amplificadores usados geralmente são um Marshall Major, que eu uso na turnê, e 200 watt, que John também usava. Esse é o timbre mais usado, e eu usei também Silvertones. Na turnê eu tenho o Silvertone six-speaker. No estúdio eu usei a versão two-speaker. Eu usei Fender Super Sixes, Super Reverbs. Esses são os principais."




Ao vivo, é um outro conjunto, "Minha configuração tem três amplificadores diferentes que são usados ao mesmo tempo. O Fender Super Six, um Silvertone six-speaker e então um Marshall Major através de um gabinete Marshall 8×10. Eu meio que deixei de usar o 412 cab no momento, por isso é um Marshall 810, e nós estamos trabalhando duro com o 200-watt Major. Eles ficam ligados todos no mesmo tempo e, dependendo do lugar, meu técnico de guitarra usa uma agradável mistura de três deles usando a teoria dos amplificadores de John Frusciante – na qual você tem que chegar ao mais alto que possa realmente saturar. Quando está perto de saturar é que você começa a ter os tons de estalo." - [Dave Mail 60: Teoria dos amplificadores de John Frusciante]

Josh parece menos certo sobre sua necessidade de distorção. "Eu estou misturando e combinando, e não estou totalmente resolvido com o que eu estou usando. Mas uso o Pigtronix PolySaturator. E, o que eu tenho usado para a maior parte dos solos - é desse cara de Cincinnati chamado Wilson Effects. Com o meu pedal de wah, é o mesmo que Frusciante usou: é o Ibanez WH10, feito em uma caixa de plástico ruim, mas é o melhor wah que eu já ouvi. Eu tenho toneladas de outros efeitos – provavelmente demais – e eu estou tentando me livrar de tantos quanto eu puder. Começamos com muitos e estamos tentando diminuir..."



Fonte: Total Guitar - Junho de 2012

Um comentário:

  1. O ano é 2012, já é 2019 e o Josh parece que ta usando mais efeitos ainda kkkk

    ResponderExcluir