16 de julho de 2016

Gear: Californication - Red Hot Chili Peppers


"Queríamos um novo som moderno sem o uso da nova técnica moderna."
- John Frusciante - Libro Journal (AT), Agosto de 1999

GUITARRAS:


1962 Fender Stratocaster

"[Usei a] '62 Stratocaster Sunburst em Californication."
- Guitar One (USA), Setembro de 1999









1955 Fender Stratocaster


"[No álbum Californication] Eu toquei principalmente com uma Fender Stratocaster de 1956, ou '55 ou algo assim. Ela tem o braço de maple e é realmente uma boa guitarra. Na verdade, quando eu comprei, um especialista em guitarra que estava comigo insistiu que os captadores eram originais, e as pessoas na loja pensavam que eles eram originais, mas depois que acabei de gravar o álbum eu levei para o cara que presta assistência nas minhas guitarras e ele disse que ela não tinha os captadores originais e que os captadores que nela estavam eram Seymour Duncan's que tinha sido feito para soarem como os captadores originais. Mas o som da guitarra soava bem, e isso é o que eu usei para a maioria das bases."
- Australian Guitar Magazine (AUS), 1999

"Eu usei uma Stratocaster '55 para a maioria das faixas básicas."
- Guitar One (USA), Setembro de 1999

"[Em "Scar Tissue"] Foi minha Strato '55 com braço de maple - a maioria das bases foi gravada com essa guitarra. Creio que liguei-a ao Showman, porque o Marshall não era limpo o suficiente."
- Guitar Player (UK), Setembro de 1999

"[Em "Get On Top" é] a de 55. É a que tem o melhor braço para tocar. Para a turnê, esta e uma Strato '62, com braço de rosewood."
- Guitar Player (UK), Setembro de 1999

"Aquele timbre de delay pesado [em "Savior"] é da minha Strato '55 com um Micro Synth da Electro-Harmonix e um 16 Second Delay."
- Guitar Player (UK), Setembro de 1999


1962 Fender Jaguar

"Eu a comprei em uma loja, eu acho que foi na Voltage Guitars em Sunset, em 1997. Eu não tinha uma guitarra e então com o pouco de dinheiro que possuía a comprei como meu presente de Natal. Então, quando os caras me perguntaram sobre se reunir novamente a banda eu disse que que precisava então de uma Stratocaster. Com isso Anthony me emprestou algum dinheiro e fomos a Guitar Center e eu comprei uma '62 com a escala em rosewood"
- Guitarist Magazine, Junho de 2003




1966 Fender Jaguar

"Eu usei uma Jaguar '66 em "Around The World", em uma das partes de guitarra em "This Velvet Glove", e em uma parte de guitarra aqui e ali."
- Guitar One (USA), Setembro de 1999

"[Em "Around The World"] É um Fender Jaguar que peguei emprestada do nosso engenheiro de gravação, Jim Scott. Gosto das Jaguar - elas tem um som muito legal. Pluguei-a em dois Marshalls: um JTM 45 e um SuperBass de 100 watts."
- Guitar Player (UK), Setembro de 1999



1965 Fender Telecaster

"[No solo em slide de "Scar Tissue"] Usei uma Telecaster '65. Existem dois solos diferentes - apenas liguei o pedal fuzz no segundo solo."
- Guitar Player (UK), Setembro de 1999

"Eu usei uma Telecaster em algumas coisas também, como "Easily" e "Scar Tissue"."
- Guitar One (USA), Setembro de 1999


"Eu fiz slide em uma Telecaster no Fender Showman. Meu guitarrista de slide favorito é Snake Finger. Sua influência não é evidente na canção, mas é assim que eu pratico slide: tocando junto com ele e Jimmy Page."

- Guitar One (USA), Setembro de 1999


1955 Gretsch White Falcon

"[Em "Oherside"] É uma Gretsch White Falcon '55 através do Showman e uma caixa Marshall 4x12."
- Guitar Player (UK), Setembro de 1999

"Eu também usei esta Grestsch White Falcon '55 - é o tipo de guitarra que Matthew Ashman usa no Bow Wow Wow e Malcolm Young costumava usar no AC/DC - para "Californication" e "Otherside"."
- Guitar One (USA), Setembro de 1999


"Eu usei a Gretch White Falcon - que é uma guitarra realmente incrível - em algumas faixas, como "Californication" e "Otherside". "
- Total Guitar (UK), Outono de 1999

"Como Ashman, Frusciante gosta da Gretsch com encordoamento .012, e usa em "Otherside", "Californication" e nas seções da melodia de "This Velvet Glove"." – J.D. Considine
- Guitar World (USA), Julho de 1999


1961 Gibson SG Custom

"No overdub [em "Otherside"], usei uma Gibson SG Custom '61 com um Marshall JCM 800 no talo - um humbucker num Marshall, como Eddie Van Halen."
- Guitar Player (UK), Setembro de 1999







1956 Gibson ES-175

"No ensaio, fiz muitos solos de guitarra gritantes [em "Get On Top"], mas acabei tocando o que está no disco com uma Gibson ES-175 ano 1956, com encordoamento .013. Não usei muito essa 175 - somente em "Porcelain" e neste solo."
- Guitar Player (UK), Setembro de 1999

"Frusciante também emprega uma Gibson ES-175 da década de 1950 - vintage - em "Porcelain", e nela utiliza um encordoamento .013." – J.D. Considine
- Guitar World (USA), Julho de 1999



PEDAIS:



"Tenho meus pedais de efeito limitados a um wah wah e uma distorção, com exceção de algumas faixas."
- Total Guitar (UK), Outono de 1999

- Boss DS-1 Distorcion

- Boss DS-2 Turbo Distorcion

- Boss CE-1 Chorus Ensemble

"[Em] "Porcelain", que possui uma parte de guitarra maravilhosamente delicada. Parece que foi tratada através de um efeito Leslie, mas foi de fato alcançado simplesmente dividindo o som da guitarra na saída de um pedal chorus, entre um Marshall de um lado e do canal de vibrato de um antigo Vox AC30, de outro.
- Total Guitar (UK), Outono de 1999

- Boss FZ-3 Fuzz

"[No solo em slide de "Scar Tissue"] Usei uma Telecaster '65. Existem dois solos diferentes - apenas liguei o pedal fuzz no segundo solo."
- Guitar Player (UK), Setembro de 1999

- Boss VB-2 Vibrato*

- Dunlop Uni-Vibe UV1SC Stereo Chorus

- Expression Pedal*

- Electro-Harmonix 16 Second Delay

"Aquele timbre de delay pesado [em "Savior"] é da minha Strato '55 com um Micro Synth da Electro-Harmonix e um 16 Second Delay."
- Guitar Player (UK), Setembro de 1999

- Electro-Harmonix Micro Synthesizer

"[No solo de "Savior" estou] usando um velho pedal da Electro Harmonix chamado Micro Synthesizer. É um efeito muito legal que permite que você obtenha um monte de combinações sonoras incomuns. A primeira vez que eu o ouvi foi no álbum de Iggy Pop, The Idiot. Infelizmente, esse pedal é muito frágil para me acompanhar na estrada."
- Total Guitar (UK), Outono de 1999

- Ibanez WH-10 V1/2

"[Em "Get On Top"] É o pedal WH-10 da Ibanez. Eles não o fazem mais, mas é o único wah que eu uso, pois não gosto de outros. [...] Em "Get On Top", usei o ajuste para baixo. O solo em "I Like Dirt" foi tocado com a chave na posição para guitarra."
- Guitar Player (UK), Setembro de 1999

- MXR Phase 90

- MXR Phase 100


"[No solo de "Parallel Universe"] Peguei emprestado um MXR Phase 100 do pessoal que estava gravando na sala ao lado. Estava procurando uma abordagem para aquele solo e o Phase 100 funcionou muito bem."
- Guitar Player (UK), Setembro de 1999


AMPLIFICADORES:  




"Meus amplificadores são essencialmente Marshall's, um cabeçote de baixo e um cabeçote de guitarra de que eu uso juntos, mas eu também tenho um Fender Showman para os meus sons limpos."
- Total Guitar (UK), Outono de 1999

- Marshall JTM-45

"Neste álbum, eu usei um verdadeiro e velho Marshall de 1965."
- Guitar One (USA), Setembro de 1999

"[Em "Around The World"] É um Fender Jaguar que peguei emprestada do nosso engenheiro de gravação, Jim Scott. Gosto das Jaguar - elas tem um som muito legal. Pluguei-a em dois Marshalls: um JTM-45 e um SuperBass de 100 watts.


- Marshall 25/55 Silver Jubilee

- Marshall Major 

- Fender Blackface Showman


"[Em "Scar Tissue"] Foi minha Strato '55 com braço de maple - a maioria das bases foi gravada com essa guitarra. Creio que liguei-a ao Showman, porque o Marshall não era limpo o suficiente."
- Guitar Player (UK), Setembro de 1999


"[Em "Oherside"] É uma Gretsch White Falcon '55 através do Showman e uma caixa Marshall 4x12."
- Guitar Player (UK), Setembro de 1999

"Eu fiz slide em uma Telecaster no Fender Showman. Meu guitarrista de slide favorito é Snake Finger. Sua influência não é evidente na canção, mas é assim que eu pratico slide: tocando junto com ele e Jimmy Page."
- Guitar One (USA), Setembro de 1999

- Marshall Super Bass


"[Em "Around The World"] É um Fender Jaguar que peguei emprestada do nosso engenheiro de gravação, Jim Scott. Gosto das Jaguar - elas tem um som muito legal. Pluguei-a em dois Marshalls: um JTM-45 e um SuperBass de 100 watts. O SuperBass é ótimo e tem um som bem gordo. O timbre muda algumas vezes durante a música."
- Guitar Player (UK), Setembro de 1999

"Eu também usei o cabeçote de baixo de 200 watts que eu usei em BloodSugar- eu uso uma cabeçote de baixo e uma cabeçote de guitarra ao mesmo tempo; é assim que eu toco. Eu consegui um bom som para este álbum, mas não Louie [braço direito da banda] não quer que eu leve os cabeçotes em turnê, porque ele acha que vai quebrar."
- Guitar One (USA), Setembro de 1999

- Marshall JCM-800


"No overdub [em "Otherside"], usei uma Gibson SG Custom '61 com um Marshall JCM 800 no talo - um humbucker num Marshall, como Eddie Van Halen."
- Guitar Player (UK), Setembro de 1999

- Vox AC30

"Essas faixas particulares incluem "Porcelain", que possui uma parte de guitarra maravilhosamente delicada. Parece que foi tratada através de um efeito Leslie, mas foi de fato alcançado simplesmente dividindo o som da guitarra na saída de um pedal chorus, entre um Marshall de um lado e do canal de vibrato de um antigo Vox AC30, de outro." 
- Total Guitar (UK), Outono de 1999


Todo material aqui contido foi retirado de entrevistas e citações de John Frusciante - e imagens dos seus equipamentos durante a gravação do álbum.

Nenhum comentário:

Postar um comentário