18 de julho de 2017

"É óbvio que eu não sou louco" - Março de 2001



John Frusciante é entrevistado por Victoria da MTV Italiana em 2001, antes de um concerto dos Red Hot Chili Peppers na Itália, e fala de seus anos passados na solidão depois de 1992 quando saiu dos Peppers, onde ele tinha visões devido às drogas.


"Eu sentia que alguém estava em casa, mas ninguém havia chegado. Eu me sentia muito sozinho porque eu não queria ver ninguém."

Você pensou que estava ficando louco?
"É óbvio que eu não sou louco. É por isso que eu estou aqui para falar sobre isso. Eu não sou louco. Há três anos, as vozes me disseram que eu tinha muito a fazer neste planeta... Eu não tinha terminado, como músico, o melhor ainda estava por vir. Eu havia escrito canções de outros, e eu teria de afectar o melhor possível. E fazer o público ouvir, porque ele teria beneficiado. É por isso que eu gravei este disco."

Está fazendo alongamento?
"Não, estou apenas colocando a cabeça no lugar."

Podemos fazer juntos? Vamos tentar.
"Você põe toda a cabeça pra baixo?"

Vamos falar do grande sucesso que fez com o Red Hot Chili Peppers com Californication e quando começou seu projeto solo?
"Nenhum deles ouviram o disco pronto, mas Anthony e Flea amam minhas músicas e dizem que são muito boas. Estou muito orgulhoso de mim e esperando o próximo álbum."

Você está fazendo seu projeto.
"Não há ciúmes entre nós, estão felizes por mim."

É verdade que o Red Hot Chili Peppers está trabalhando em um novo álbum de Tricky?
"Sim, é verdade, temos trabalhado com Tricky, eu não sei se você já o viu na Itália. 'Wonder Woman'."

Sim, certamente.
"Você se lembra da trilha sonora? Regravamos a música..."

Espere, como? Eu não me lembro. Wonder Woman! [Mulher Maravilha!]
"Sim, sim, certo Tricky e nós reorganizamos as músicas"

Você já viu o filme de Steve Martin: "O homem com dois cérebros"? Mas talvez o título é diferente
"Sim, sim. É uma versão daquele. Penso que será lançado com um lado B. Mas o álbum não é meu..."

Sim, com certeza, ele deve decidir.
"Tem um serviço em breve nas músicas de S. Valentino."

Eu vi você no VMA em New York com a Milla. É bonita, já havia dito. Está tudo bem entre vocês, certo?
"Não."

Não?
"Nós começamos bem, mas não estamos mais juntos."

Sério? Essas notícias chegam mais tarde na Itália.
"Quando nos encontramos em setembro foi um rolo."


Tradução: Fernanda Cabral

Nenhum comentário:

Postar um comentário