1 de fevereiro de 2018

'Shadows' seria lançado como uma banda entre Frusciante e Klinghoffer



Antes do lançamento de Shadows Collide With People, John Frusciante pensava em lançar o álbum sob nome de uma banda, sendo uma colaboração entre ele e Josh Klinghoffer.


"Minhas energias foram igualmente distribuídas entre By The Way e este álbum (Shadows Collide With People) que ainda não foi gravado. Muitas músicas foram escritas ao mesmo tempo. Ambos os projetos representam dois lados desse período de tempo, da mesma forma."

Ao contrário dos três álbuns solos anteriores de Frusciante, incluindo o do ano passado To Record Only Water For Ten Days o novo disco será gravado em um "estúdio real, com engenheiros profissionais" em vez de gravado em casa. Ele também vai ser lançado sob o nome de uma banda.

"Nós ainda não descobrimos o que é ainda", diz ele. "É realmente uma colaboração minha com um amigo meu chamado Josh Klinghoffer, que tem 22 anos de idade. A maioria das canções são coisas que eu mesmo escrevi, mais com o que ele dá para as músicas como um baterista e um cantor, é o mesmo como se nós tivéssemos escrito as músicas juntos".

"No meu último disco 'To Record Only Water For Ten Days', havia uma espécie de mecânica. Esse registro vai ser muito humano, vai haver uma boa mistura de sons humanos quentes e sons eletrônicos frios, cada um capturado por dois engenheiros separados - Um para projetar as coisas eletrônicas, e o outro para fazer a gravação ao vivo ".
- Toronto Sun 14 de agosto 2002

John Frusciante falou posteriormente porque Shadows Collide With People foi lançado como um álbum solo e não uma parceria ou banda:

"Nós tínhamos escrito a letra de "Omission" juntos e a música surgiu através de nossas colaborações. Ele tocou teclado e eu toquei guitarra e nós dois tínhamos idéias para os vocais. [...] Nós sentamos lá e rabiscamos nossas idéias em um pedaço de papel e quando estávamos prontos para gravar, voltamos juntos à pensar novamente sobre nossas idéias e elas se encaixavam perfeitamente. Naquela época, pensávamos que faríamos muitas canções juntos, como mágica, sabe... No passar do tempo este álbum se tornou mais que um álbum solo com o qual ele estava me ajudando. Nós vamos fazer mais projetos onde vamos trabalhar juntos, mas percebemos que estas foram as minhas músicas, e portanto tinha de ser um álbum solo."

Créditos: Cidimar de Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário