22 de maio de 2019

Frusciante fala sobre o Radiohead - Meados de 2003


"Eu não gostava de Radiohead, e você pode perceber um padrão aqui, eu nem gostava de Okay Computer, eu não gostava daquele jeito de tocar guitarra que eles faziam na época. Quando Kid A foi lançado eu fiquei animado, e me lembrou do sentimento que eu costumava ter quando era criança, os álbum de Laurie Andreson e Talking Heads e foi disso que me lembrei. Eu nunca perguntei ao Talking Heads se algum deles gosta de Laurie Anderson mas, foi isso que me lembrou e eu fiquei muito animado. Eu fiquei muito feliz de ouvi-los usando a guitarra de uma maneira mais sutil; apesar de não ter muita guitarra eu achei brilhante, as cinco notas que tocaram no álbum todo, o jeito que tocaram.



Depois que me encantei com Kid A eu comecei a ouvir Okay Computer e eu gostei muito; eu gostei de apenas uma música de The Bends; eu amei o novo álbum [Hail To The Thief], mas não vamos falar sobre, não quero promover mais do que já foi. Mas Kid A e Amnesiac e o álbum ao vivo, são álbuns brilhantes e sua voz é tão bonita e a guitarra é muito legal. Guitarra daquele jeito que não tem conexão com Jimmy Page, Jimi Hendrix ou Van Halen eu considero um ótimo jeito de tocar guitarra. Apesar de adorar essas pessoas que mencionei eu adoro ouvir gente que parece ter outro estilo que não se ouve muito, por exemplo John McGee e Siouxsie & The Banshees, pessoas que tocam de um jeito com mais textura, que não estão tentado ser heróis da guitarra mas tentando fazer música interessante, é isso que vejo que estão fazendo no Radiohead com a guitarra, e é onde também estou tentando chegar no momento."
John Frusciante fala sobre suas bandas favoritas - Meados de 2003



Tradução: Eloá Otrenti - Frusciante Brazil

Nenhum comentário:

Postar um comentário