24 de julho de 2019

As guitarras vendidas por Frusciante em meados da década de 1990


Quando John Frusciante entrou para o Red Hot Chili Peppers a Ibanez até tentou patrociná-lo dando duas ou três guitarras e um WH-10. Contudo, nem Anthony Kiedis, nem Flea (que odiava o sistema floyd rose delas), nem o produtor do álbum Mother's Milk, Michael Beinhorn, ficaram contentes com a ideia de Frusciante utilizar essas guitarras, o que fez com que ele as destruíssem em cima do palco. Como substituta, Frusciante já havia buscado uma Fender Stratocaster fabricada entre 1967 e 1970, da mesma época que as usadas por Hillel Slovak e conhecidas pelo big headstock.




John Frusciante e as três guitarras no Pinkpop em 1990.
A principio, essa substituta era uma Fender Stratocaster sunburst de 1968, porém essa guitarra acabou sendo roubada em algum momento do final da década de 1980 e ele acabou recebendo duas guitarras do mesmo modelo - como o próprio afirmou na Guitar Player (EUA) de abril de 1990. Esse novo par especula-se que seria uma strat com o headstock padrão fabricada até 1965 e outra com o big headstock, possivelmente de 1970 - ambas sunburst. Essas duas guitarras e uma Gibson Les Paul Custom da década de 1970 podem ser vistas em ação no Pinkpop Festival em junho de 1990. Todas guitarras citadas até aqui, incluindo as Ibanez, foram utilizadas para a gravação do álbum Mother's Milk de 1989.

Fender Stratocaster de 1970.

A guitarra chave nessa primeira parte da história é a Fender Stratocaster de 1970 que Frusciante acabou usando até sua primeira saída dos Chili Peppers.

Fender Jaguar de 1966.

Já para compor grande parte do álbum Blood Sugar Sex Magik, lançado em 1991, John Frusciante usou uma Fender Jaguar de 1966 pintada em sherwood green. Frusciante disse na Guitar Player (EUA) de outubro de 1991, que apesar da guitarra ser velha, fodida e com problemas, ela era sua guitarra favorita no mundo e que ele havia se tornado muito ligado a ela. Na gravação do álbum, ela foi utilizada em algumas partes, principalmente em overdubs - em destaque - para o solo de "The Power Of Equality" junto a um Fender H.O.T. de 12W.




Por nunca ter sido usada ao vivo, essa guitarra é mais conhecida por estar no videoclipe de "Under The Bridge" de 1992.

Under The Bridge.

A Fender Stratocaster de 1970 e a Fender Jaguar de 1966 figuram essa matéria pois elas tiveram o mesmo destino pelas mãos de John Frusciante, acabaram sendo vendidas em meados da década de 1990 - sabe-se lá antes ou depois do incêndio que consumiu sua casa e seus outros instrumentos.

Existe a história que, no meio da década de 1990, Frusciante chegou andando descalço na Guitar Center de Hollywood com a guitarra de "Under The Bridge" nas mãos com a intenção de vendê-la. Para sustentar seu vicio, Frusciante acabou vendendo a guitarra para a loja por um valor relativamente baixo e a assinou para confirmar a legitimidade do instrumento. 



Em abril de 2017, a nossa equipe recebeu um e-mail com a verdadeira história dessas duas guitarras e ficamos sabendo o paradeiro da Stratocaster que até então era desconhecido. As duas guitarras foram vendidas por John Frusciante na Guitar Center de Los Angeles em algum momento dos anos 1990. Um senhor (dono e negociador de uma loja de guitarras em Nova Iorque) estava na Guitar Center quando Frusciante estava vendendo esses instrumentos, esse senhor acabou negociando a Jaguar do vídeo de "Under The Bridge" diretamente com o Frusciante e ao mesmo tempo comprando a Stratocaster que já havia sido vendida a loja, mesmo ele não fazendo ideia de quem era John Frusciante na época. Após um tempo, ele vendeu a Jaguar para um Hard Rock Cafe na Flórida, e colocou a Stratocaster em sua loja em Nova Iorque.

Essa Fender Stratocaster foi comprada por um americano chamado N. B. nessa respeitada loja em Nova Iorque entre 2000 e 2001 e até hoje está em sua posse. Nela ainda existe marcas de caneta permanente e alguns desgastes que mantêm-se pelos quase 30 anos. N. B. entrou em contato com a nossa equipe no intuito que mandássemos algumas fotos da guitarra a Dave Lee, para que assim talvez ele a autenticasse, porém, explicamos que - pela lógica - Dave nunca havia visto essa guitarra mas que ficaríamos felizes em ver fotos dela. N. B. nos mandou as fotos da guitarra.




N. B. busca um meio de autenticação oficial dessa Stratocaster desde a data da sua compra, porém a história e as características do instrumento já falam por si próprias.

Detalhes que ainda permaneceram na Fender Stratocaster depois de 30 anos.

Como propriedade do Hard Rock Cafe, a Fender Jaguar que pertenceu a Frusciante gira o mundo em exposição nas franquias da empresa. A assinatura de John Frusciante junto a escrita "under the bridge" permanecem evidentes.


Fender Jaguar na parede do Hard Rock Cafe de Caracas nas fotos 1 e 3 do nosso seguidor Diogo Alves Urbanski.




Os demais instrumentos pertencentes a John Frusciante na época parecem ter sido consumidos em um incêndio em sua residencia, em algum momento no final de 1993, que o fez mudar para Nova Iorque até o começo de 1994. Entretanto, nada impede que ainda exista outros perdidos por aí, como foi o caso da Fender Duo Sonic de 1965 em que Frusciante compôs "Under The Bridge" e que retornou o músico nos anos 2000.

Pesquisa: Raphael Romanelli
Agradecimentos: N. B., Dave Lee, Diogo Alves Urbanski e Bruno Portugal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário