17 de julho de 2016

Gear: Blood Sugar Sex Magik - Red Hot Chili Peppers

Eu gosto de manter as coisas simples. Aqueles amplificadores da Mesa/Boogie não me agradavam. Durante a maior parte dos conceitos básicos das músicas eu usei dois Marshalls: um cabeçote para guitarra e outro para baixo - para obter um som bem equalizado. Eu dividi o sinal com um pedal DOD stereo chorus [Nota JF effects: DOD Stereo Chorus FX65]. Para alguns overdubs eu usei um amp Fender H.O.T. Mas para um monte de partes, até mesmo solos, eu só usei a mesa de gravação. Você pode obter sons incríveis assim, tons funk desse jeito. Na verdade, muito da minha distorção é do meu overdrive são da mesa de gravação.

Minha guitarra principal foi uma Fender '58 Strat, embora eu usei uma reedição da Gibson Les Paul em algumas coisas. Eu também tenho um '57 Strat, que alguém estragou, colocando aquelas grandes trastes estúpidos que todo mundo usa hoje em dia. Eu vomitei e disse para eles então que fizessem dela uma fretless. Foi ela que eu usei para o solo de “Mellowship Slinky”. Algumas pessoas pensam que os trastes grandes ajudam no vibrato, mas eu faço questão de usar o minimo de vibrato possível, entanto eu poderia utilizar mais isso se tivesse tempo, e um cabelo preto comprido. E eu não uso qualquer whammy bar.

É uma Coral Electric Sitar em “Blood Sugar Sex Magik”, e eu usei um antigo Lap Steel da Gibson para o solo no início da música “The Righteous and The Wicked". Meu violão é um tanto quanto novo é um Martin com cordas de aço. Mas a minha guitarra favorita no mundo é a minha velha e fodida Fender Jaguar. As cordas são todas duras, e a porcaria das notas se estranham quando você executa um bend. Eu a usei para escrever a maioria das músicas, e eu me tornei realmente ligado a ela.

Meus únicos efeitos são um EHX Big Muff e um wah-wah da Ibanez [Nota JF effects: Ibanez WH-10]. Eu gosto desse Ibanez, porque você pode fazer ajustes sem desmontá-lo, e ele tem uma configuração de baixo que soa mais como um envelope filter do que um wah. Eu usei isso em "Naked in the Rain".

"Guitar Player" - Outubro/1991

NOTA:
Além dos pedais citados por John Frusciante na Guitar Player - os seguintes pedais foram utilizados:

- Boss DS-2 Turbo Distortion
- DOD  FX-65 Stereo Chorus
- Electro-Harmonix Memory Man Deluxe*
- MXR Dyna Comp

- Os pedais que contém asteriscos (*) foram parcialmente reconhecidos através de imagens sem a nitidez precisa - ou foram colocados em base a relatos de fãs em diversos fóruns com esse intuito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário