18 de maio de 2017

John Frusciante tentou ajudar Layne Staley - Dezembro de 2013


O site Alternative Nation publicou uma matéria - em dezembro de 2013 - baseada na autobiografia de Bob Forrest que trata da relação entre John Frusciante e Layne Staley, vocalista falecido da banda grunge Alice In Chains. John teria tentado salvar Layne do vício de drogas que o matou em 2002, mas ficou receoso quanto a sua credibilidade para falar sobre "sair das drogas". Veja a matéria traduzida:

Por volta de 1999/2000, Bob Forrest e o guitarrista do Red Hot Chili Peppers John Frusciante tentaram ajudar Layne Staley, frontman do Alice In Chains, a ficar limpo. Forrest recorda a história em seu novo livro Running with Monsters: A Memoir. Forrest ganhou uma reputação na época de ser alguém que podia se comunicar com viciados, ele tinha ajudado Frusciante a ficar limpo em 1997. Frusciante estava hesitante sobre visitar Staley, porque não achava que poderia realmente pregar sobre a obtenção de limpeza para alguém, mas Forrest foi inflexível sobre a tentativa de ajudá-lo.

Forrest ligou para a mãe de Staley, Nancy, e disse a ela que ia tentar ajudá-lo, mesmo que não soubesse se aquilo iria dar certo. Nancy respondeu: "Layne tem um estranho senso de humor. Eu disse a ele que John teve gangrena uma vez. Ele disse: 'No braço? Isso é terrível, mãe. John é um guitarrista. Ele precisa de suas mãos e braços. Eu? Eu sou apenas um vocalista. Eu posso viver sem eles'. Eu sei que ele estava brincando, mas não gosto de ouvir coisas assim. Você pode tentar falar sério com ele?".

Forrest concordou e ele e Frusciante visitaram Staley em seu condomínio, em Seattle. Forrest diz que a mente de Staley claramente ainda funcionava, mas que ele estava a "um milhão de milhas de distância.".

Bob: "Ei, Layne. O que está acontecendo?".
Layne: "Nada. Eu sei por que você está aqui".
Bob: "Sua mãe está preocupada, cara. Você não parece muito bem".
Layne: "Eu estou bem, apesar de tudo. Sério".

Staley foi jogar videogame enquanto eles conversavam, e "fingiu" ouvir e concordar com Forrest. Depois de Forrest e Frusciante saírem, Forrest disse: "Eu acho que ele não vai sair dessa...". Frusciante disse: "É a vida dele, cara". Staley morreu de uma overdose de drogas em 5 de abril de 2002. Forrest disse que por muito tempo ele pensou que o amor podia curar a dependência, mas disse que amava Layne Staley e que isso não o salvou.


Postada originalmente por Felipe Marcarini em 21 de dezembro de 2013 no Universo Frusciante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário