15 de janeiro de 2017

Josh Klinghoffer fala sobre a transição e a relação com Frusciante


Josh Klinghoffer fala sobre a transição de guitarra no Red Hot Chili Peppers e sobre a relação com o 'melhor amigo' John Frusciante - em entrevista a Gitarre & Bass da Alemanha de novembro de 2016.


Você tinha 17 anos quando se tornou um músico profissional. Abra seu coração: você em algum momento tinha sonhado em tocar em uma banda como os Chili Peppers?
"(Risos) Não, nunca. Você tem de se lembrar como tudo aconteceu. Eu era amigo de John Frusciante e toquei com ele em seus álbuns solo. Depois, eu toquei como guitarrista de apoio para os Chili Peppers e fiz a turnê com eles. Então, John decidiu deixar a banda e eles me convidaram para se juntar a eles. Eu acho que foram um monte de coincidências das quais eu jamais sonharia. Sabe, é impossível. Eu estava no lugar e na hora certa, em várias ocasiões."

Você ainda mantém contato com John?
"Não. Nós dois estamos muito ocupados. Honestamente, seria muito estranho, eu, tocar com os Chili Peppers e ainda conviver com John. Eu acho que pra ele, isso não rolaria de forma natural também. É melhor manter uma distância, na minha opinião."

Mas vocês eram melhores amigos. Certo?
"Sim, com certeza. Na vida particular. Mas não são meus planos ficar sem falar com ele até o dia em que eu morrer. Nós decidimos trilhar caminhos diferentes. Seria estranho se eu e ele conversássemos pessoalmente. Especialmente para mim, que tive alguns problemas com este novo álbum. Eu não posso ligar pra ele para reclamar "disso ou aquilo" e contar como eu me sinto mal a respeito de certas coisas. Por que mostrar minhas fraquezas? Por que ele deveria ouvir isso? E o quanto doloroso isso seria para ele? Eu acho que nos deveríamos por as coisas às claras entre nós."

Você se imagina tomando uma decisão radical como a que John tomou de sair da banda para gravar um álbum solo algum dia?
"Não faço ideia (risos). Eu acho que ele teve mais razões para sair da banda, além da vontade viajar menos em turnês e ter mais tempo para fazer sua própria musica. Portanto, pessoalmente, eu acho que eu não tomaria tal decisão tão cedo. Pessoalmente, eu adoro tocar com eles e eu espero por mais projetos e oportunidades de criar algo especial."


Tradução: Lucas Carvalho
Fonte/Leia a entrevista completa: Josh Klinghoffer Unofficial Fansite

2 comentários: