11 de fevereiro de 2017

Dave Mail 22: A volta de Frusciante aos Chili Peppers


Acompanhado o Red Hot Chili Peppers desde a época do One Hot Minute, como você se lembra do retorno de Frusciante a banda? Havia muita expectativa? 

Dave Lee: "Só pra esclarecer, eu não trabalhei no álbum One Hot Minute. Eu entrei alguns dias antes do início da turnê do One Hot Minute. Quando o John voltou, havia muita expectativa, como você pode imaginar. Quando ele voltou, ele estava sob muita pressão. Ele era muito calado. Eu muitas vezes brinquei com isso, por uns 3 meses, "ele não disse nem duas palavras pra mim". Claro, isso é um exagero. Mas eu achava que ele não gostava de mim. Ou que não gostava de como eu fazia meu trabalho. Então um dia na passagem de som em Verona, Itália, eu não estava prestando atenção, enquanto ele estava esperando pra me dar a guitarra. Eu olhei pra ele (surpreso) e disse "oops! foi mal". Ele sorriu e disse 'Você está fazendo um ótimo trabalho. E eu agradeço muito'. Depois disso, eu percebi que íamos nos dar muito bem."

Pergunta por:
- Raphael Romanelli Andrade de Oliveira - Ilicínea, MG - Brasil

Confira nossa entrevista com Dave Lee: Português | English

Nenhum comentário:

Postar um comentário