13 de janeiro de 2018

John Frusciante em série sobre as guitarras mais icônicas do rock


No ano passado, o advogado Marco Pala fez uma excelente série pelo Whiplash com 13 postagens sobre as guitarras mais icônicas do rock - abrangendo no total 124 guitarras. Com um ótimo trabalho de pesquisa, o autor trouxe John Frusciante e sua Fender Stratocaster 1962 na quarta publicação de "Guitarras: As mais icônicas do Rock".

JOHN FRUSCIANTE – FENDER STRATOCASTER 1962






Quando entrou no Red Hot Chili Peppers em 1988, substituindo o lendário Hillel Slovak, John costumava usar modelos super-strato (Kramer Pacer e Ibanez RG), até optar pelas Stratocasters (mais adequadas ao som da banda e que eram usadas por Hillel). Sua guitarra favorita passou a ser uma Strato 1968, que foi roubada por volta de 1991. Após deixar o grupo em 1992 e se afundar nas drogas, o guitarrista perdeu todos os seus bens (incluindo equipamentos). Resgatado algum tempo depois (e recuperado do vício que lhe custou cicatrizes horríveis), John retornou ao Red Hot Chili Peppers em 1997, mas ele não possuía sequer uma guitarra. O vocalista Anthony Kiedis lhe emprestou um dinheiro, ambos foram foi até à Guitar Center de Los Angeles e John comprou uma Fender Stratocaster “sunburst” original de 1962 (uma safra importante da Fender). Foi amor à primeira vista: até hoje a guitarra é sua favorita, figurando como seu principal instrumento em todos os álbuns e turnês desde sua volta ao Chili Peppers, no álbum “Californication” (até sair novamente em 2009) e também em seus trabalhos solo. Segundo o ex. técnico de guitarra de John, Dave Lee, por muito tempo ele tentou convencer seu patrão a deixar suas guitarras “vintage” em casa e sair em turnê com réplicas Custom Shop, mas John era irredutível em continuar excursionando com seus instrumentos originais (ele possui uma considerável coleção de guitarras antigas, principalmente Stratocasters dos anos 50 e 60). Quanto às poucas modificações que a guitarra sofreu, segundo Dave Lee, algumas informações dadas por John não estão corretas. Em entrevistas, Frusciante disse ter instalado pickups Seymour Duncan SSL-1 na Strato ’62 (os mesmos usados em sua Strato #2, do ano de 1955), mas o técnico diz que os captadores originais da #1 foram substituídos (sem que John sequer soubesse) por modelos comuns da Fender, que vinham nas Strato American Standard. Além dos pickups, apenas as tarraxas e as presilhas das correias foram trocadas.




Guitarras: As mais icônicas do Rock - Completa

Guitarras: As mais icônicas do Rock - Parte 1
Guitarras: As mais icônicas do Rock - Parte 2
Guitarras: As mais icônicas do Rock - Parte 3
Guitarras: As mais icônicas do Rock - Parte 4
Guitarras: As mais icônicas do Rock - Parte 5
Guitarras: As mais icônicas do Rock - Parte 6
Guitarras: As mais icônicas do Rock - Parte 7
Guitarras: As mais icônicas do Rock - Parte 8
Guitarras: As mais icônicas do Rock - Parte 9
Guitarras: As mais icônicas do Rock - Parte 10
Guitarras: As mais icônicas do Rock - Parte 11
Guitarras: As mais icônicas do Rock - Parte 12
Guitarras: As mais icônicas do Rock - Parte 13




Fonte: Whiplash!

Nenhum comentário:

Postar um comentário